BITUCA DE CIGARRO E SUAS IMPLICAÇÕES EM CENTROS URBANOS

Marcos Poiato e o Secretário do Meio Ambiente de Votora

Marcos Poiato e o Secretário do Meio Ambiente de Votora

Por Marcos Poiato

O grande desafio a ser enfrentado pela sociedade atual é: o que fazer com o lixo? Sabe-se que os resíduos deixados a mercê do tempo, levam muitos anos para se decompor e durante esse período causam danos ao meio ambiente, poluindo o ar, o solo e as águas.

Diversas tecnologias vêm sendo desenvolvidas como forma de encontrar soluções viáveis para a retirada desses resíduos do meio ambiente e fazer sua destinação adequada, tais como: a reutilização e reciclagem de materiais, transformação de resíduos orgânicos em energia, entre outros.

A maioria das pessoas já sabe que aqueles resíduos mais comuns, como papel, caixas de papelão, garrafas pet, latas de alumínio, são passíveis de serem reciclados ou reutilizados.

Mas um fato corriqueiro nos chama a atenção: Por que as pessoas ainda mantêm o hábito de jogar lixo no chão com tanta informação disponível a respeito??? E são especificamente, aqueles pequenos ou microlixos, tais como bitucas de cigarro, chicletes, papel de bala, guardanapos, tampas de garrafas, etc.

Hábito, costume. Por quê? Será que as pessoas sabem o que isso afeta em nosso dia a dia?

Foi pensando nisso que focamos em um trabalho que se amplia em nossa região, com a adesão da população, empresas e prefeituras de diversas cidades, que é a Coleta e triagem de bitucas de cigarro.

Além de reforçar os malefícios que o cigarro provoca na saúde, esse trabalho realizado pela empresa Poiato Recicla (Votorantim) leva ao conhecimento de todos, por meio de informações colocados nas caixas coletoras, o que os resíduos do cigarro e seus componentes provocam no meio ambiente após serem descartados aleatoriamente.

Diferente do que muitos pensam, a empresa não vende coletores de bitucas de cigarro, que é produzido por uma empresa parceira do projeto. A Poiato Recicla faz a gestão dos resíduos do cigarro, ou seja, ela disponibiliza as caixas coletoras aos seus clientes (prefeituras e empresas diversas) como um item de serviço, realiza a coleta, limpeza e manutenção das caixas e entrega todo esse material coletado para uma empresa da área de soluções ambientais que da o destino correto para estes resíduos, por meio de um processo de compostagem.

A inovação nesta proposta de trabalho está no caráter educativo inserido em mídias que são disponibilizadas nas caixas coletoras espalhadas em diversos pontos da cidade com grande fluxo de pessoas, estrategicamente escolhidos em conjunto com a Secretaria de Meio Ambiente, que é a responsável pelo acompanhamento desse trabalho.

Quando os assuntos “Sustentabilidade” e “Meio Ambiente” estão em evidência, reconhecemos que a cidade de Votorantim saiu na frente como exemplo a ser seguido por municípios de todo o país, buscando e dando alternativa para um dos resíduos, que por hábito, já se tornou o lixo mais comum do mundo. Segundo estudo, 28% dos pequenos resíduos descartados nas ruas e calçadas são “Bitucas de cigarro”.

Até o momento foram coletados mais de 2.500 milhões bitucas de cigarro, o que por si só proporciona um ganho ambiental enorme considerando que 20 bitucas de cigarro misturadas a 10 litros de água geram o equivalente a um litro de esgoto.

Levado isso para o âmbito educacional apregoado em estudos, cartilhas e expressado em mídias diversas, em que se mostra a importância do cidadão rever seus hábitos, estes números nos dizem que mais de dois milhões e quinhentos mil movimentos espontâneos foram realizados até as caixas coletoras.

Temos aqui um dos maiores exercícios de mudança de comportamento que se tem conhecimento e que pode ser aplicado e ampliado para qualquer tipo de atividade. Mais que isso, com essa primeira etapa de trabalho muito bem executada, outras deverão ser inseridas com intuito sempre de conscientizar o cidadão sobre a responsabilidade dos resíduos que ele produz.

Em tempos de crescimento populacional e econômico, essa teoria ficará cada vez mais evidenciada: Reduza consumo, Reuse, Recicle, Cuide do Lixo que você produz, Jogue o Lixo no Lixo.

Reafirmando o compromisso assumido com a sociedade em focar em responsabilidade social, atuando com ética e transparência, a Poiato Recicla implementou e recebeu a Certificação ISO 14001 que normatiza suas atividades dentro de Padrões Internacionais de Gestão de Resíduos.

No dia 17 de junho irá receber na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo o Prêmio Destaque do Ano em Sustentabilidade & Meio Ambiente, o que evidenciará ainda mais seu trabalho e elevará o nome de Votorantim (SP) para além de nossas fronteiras.

Importante ressaltar a vontade política para implementar esta atividade no município e a sensibilidade da atual administração na renovação da parceria, que busca o bem comum e a melhoria da qualidade de vida do cidadão, em especial a cidade de Votorantim (SP).

Marcos Robles Poiato – Empresário e Sócio Proprietário da Poiato Recicla Ltda. – ME